Como realizamos na prática? Abaixo listamos o processo:

Definição da categoria: Identificação das categorias de produtos a serem trabalhadas, com base nas necessidades de compras dos consumidores, como por exemplo, categoria de higiene e limpeza, categoria de massas. Quando iniciamos a reestruturação de um PDV (ponto de venda) analisamos a venda dos produtos e agrupamos por categorias. Categorias são importantes para definição de exposição, layout e rentabilidade.

O comportamento de compra do cliente está relacionado a estruturação do nosso Ponto de Venda (PDV), e, por meio do Gerenciamento de Categorias, é possível oferecer soluções para as necessidades do consumidor. Para isso, precisamos identificar quais são os papéis das categorias.

Como definimos o papel da categoria?

Definição do papel da categoria: estabelecer qual é a real importância da categoria para o negócio do varejista, que poderá ser classificada como: destino, rotina, ocasionais ou conveniência.

Destino: a loja é identificada pelo consumidor como o melhor lugar para a compra daquele produto. A loja fica em posição de destaque em relação à seus concorrentes, fazendo com que ela seja lembrada. Exemplos: carnes, vinhos, pães. Produtos de categoria destino, por exemplo, por serem geradores de tráfego, devem ficar dispostos no final dos corredores, levando o consumidor a circular por toda a loja. Já os produtos para o atendimento das compras rotineiras, podem ter um mix reduzido de marcas e até de embalagens.

Rotina: fazem parte dessa categoria aqueles produtos que o consumidor identifica com a função de atendimento das compras de rotina do seu abastecimento normal do dia a dia. Exemplo: arroz e macarrão.

Conveniência: para o atendimento aos desejos pontuais ou emergenciais de consumo. Lojas de conveniência em postos de gasolina, é um bom exemplo. A participação do pequeno varejista nessa categoria reforça sua imagem como uma loja mais completa. Exemplo: pratos congelados, bebidas em geral, salgadinhos e guloseimas.

Ocasionais: representam aqueles produtos que tem grande oscilação de venda durante o ano (vendas sazonais, de determinadas datas ou ocasiões). Exemplo: ovos de páscoa e panetone.

Após a definição das categorias realizamos as seguintes etapas:

1. Recomendação: nesta fase serão definidas quais as táticas a serem empregadas e quais os resultados a serem alcançados. Por onde começar, como começar e como implementar.
2. Implementação: é o momento de colocar em prática o que foi definido.
3. Monitoramento: acompanhamento dos resultados e ajustes que se fizerem necessários.

1. Recomendação: nesta fase serão definidas quais as táticas a serem empregadas e quais os resultados a serem alcançados. Por onde começar, como começar e como implementar.
2. Implementação: é o momento de colocar em prática o que foi definido.
3. Monitoramento: acompanhamento dos resultados e ajustes que se fizerem necessários.